Desenhos animados

4

27 de julho de 2012 por beatie

Eae gatinhos, eae gatinhas!

Eu tinha prometido pra minha amiga que faria um post comentando sobre algumas animações, o que eu acho dos novos desenhos animados que tão rolando pela Tv, etc, então, se você tem entre 15 e 18 anos e viveu exatamente a mesma infância que eu, por favor, segure as lágrimas.

A boa geração de animações, na minha opinião, foi na época dos desenhos clássicos dos anos 30 pra baixo: Popeye, A pantera cor de rosa (que já é mais pros anos 60), Speed racer, Frankestein Jr e os impossíveis (esse quase ninguém deve lembrar), A feiticeira (um dos meus favoritos *-*), Jeannie é um gênio, Thundercats, As Tartarugas Ninjas, A ilha da fantasia, Pica pau, Zé colméia, O Manda-chuva (1958 :o), Mister Magoo (49), Os Smurfs, A família Adamms (COMO EU ASSISTI, PQP), Frajola (versão de 45), Gasparzinho, He-Man, Ligeirinho (o mais famoso dos anos 50), Os Flinstones (1960), Papa-léguas, Scooby-Doo, Tom e Jerry (anos 60, o favorito da minha mãe), Corrida maluca (68) entre muitos e muitos e MUITOS outros desenhos fantásticos. Bom, muitos aí lembram que o Boomerang fazia todas as noites, a partir de umas sete/oito horas, uma programação especial de desenhos antigos, e aquela era a hora do dia que ninguém me tirava da frente da televisão. Essas animações marcaram diversas gerações, muito antes da minha, e divertem crianças até hoje com as temáticas divertidas e inocentes, sempre com uma moral mais bacana que a anterior.

Aí as pessoas vem e cortam meu barato falando que tudo isso aí não foi da minha infância mas cara, isso foi MELHOR que a minha infância e definitivamente é melhor que a infância atual. Já ligaram o Cartoon Network esse ano? Eles destruíram aquele canal lindo passando pelo menos uma cota diária de 10 horas de várias versões de Ben 10 ou uns desenhos bem estranhos que você nem tem vontade de assistir de tão sentido que são.

Mas na minha infância ainda tivemos coisas legais, foi provavelmente a última boa geração de animações na televisão. Relembrando algumas, vou citar uma lista aqui que vai levar todo mundo pra nostalgia e citar alguma curiosidade ESCROTA de cada uma delas, confira:

  • A vaca e o frango (1995): Uma série extraordinariamente louca e sem grandes destaques, mas que com certeza marcou a infância de todo mundo que acompanhava o CN nas manhãs de Domingo.

    VOCÊ NÃO SABIA: A série foi o primeiro desenho dos Cartoon Cartoons a ser produzido pela CN, e teve 4 temporadas até o fim da série em 99.
  • As aventuras de Jackie Chan (2000): A série descrevia uma história de vida fictícia do ator Jackie Chan, que até mesclava as ideias de alguns dos filmes onde o ator havia atuado. 5 temporas com personagens carismáticos e uma exibição matinal genuína todo dia na Tv Globinho (R.I.P. Tv Globinho D: ).
    VOCÊ NÃO SABIA: Os 12 talismãs procurados pelos protagonistas na trama, na verdade, representariam os 12 signos do zodíaco chinês, que espalhados pelos cantos do mundo fariam uma ligação entre o poder e o lugar aonde foram escondidos.
  • Du, Dudu e Edu (1999): Em particular, a minha animação favorita. A história gira em torno de três amigos de 12 anos de idade, todos chamados Eduardo, que vivem aprontando ou tramando planos pra ganhar dinheiro ou se misturar com os outros do bairro. Uma série bem criativa que teve seis temporadas recheadas das mais bizarras aventuras.

    VOCÊ NÃO SABIA: A série é passada em Vancouver, no Canadá, onde todos moram no de Peach Creek. Todos são canadenses, exceto pelo Edu, que é inglês e por isso foi caracterizado como um personagem mais ‘malandro’ e experiente que os outros dois amigos.
  • George, o rei da Floresta (2007): A história de um personagem parecido com o Tarzan, George, o homem ‘selvagem’, vive na floresta em convívio com os animais e sempre passa por diversas trapalhadas. O desenho canadense passava uma perspectiva heróica para um sujeito tão atrapalhado que era divertido demais acompanhar as aventuras de George e seus amigos.
    VOCÊ NÃO SABIA: George, o rei da floresta, na verdade, é um remake de uma série MUITO mais antiga homônima a esta, que só teve dezessete episódios antes de cair no esquecimento. A versão original, de 1967, só durou por quatro meses!!!
  • Johnny Bravo (2004): “Gostoso, sexy, maravilhoso..!” O personagem mais egocêntrico e bizarro da televisão com certeza foi o épico Johnny, um canastrão que vive com a mãe e vive em busca da namorada perfeita. Os óculos escuros e o topete loiro são sua marca registrada, e mesmo que mais burro que uma porta, Johnny conquistava todo mundo com o seu jeito carismático e seu coração de ouro.

    VOCÊ NÃO SABIA: Mesmo saindo com as mulheres mais belas e marcantes pelas quatro temporadas da série, Johnny NUNCA conseguiu uma namorada. O criador da série disse que, no fim da série, o propósito era Bravo concluir que existiam coisas mais importantes além do que ele pensava.. Será que ele conseguiu tornar Johnny uma pessoa mais sensata?!
  • Liga da Justiça (2001): Eu me lembro que, todo dia, quando voltava da escola, eu sentava pontualmente às sete horas da noite com um pastel na mão e ligava a TV pra acompanhar um episódio inédito de Liga da Justiça. A adaptação dos heróis já conhecidos foi baseada em mais histórias da DC Comics que ainda não haviam recebido versões na televisão, e ganhou destaque entre 2002 e 2004.
    VOCÊ NÃO SABIA: A montagem da adaptação da Liga da Justiça foi criada com dois propósitos: Prestar homenagem à formação original da equipe e ao mesmo tempo investir em uma visão mais diversificada do grupo em termos culturais e raciais. As provas disso são a exclusão do Aquaman na equipe para dar espaço a outra mulher, a Mulher Gavião, e a adição do Lanterna Verde, um afro-descendente.
  • Pinky e o Cérebro (1995): “Cérebro, o que você quer fazer esta noite?” “A mesma coisa que fazemos todas as noites, Pinky: Tentar conquistar o mundo!”; Confesse que eram os 20 minutos mais malignos e ardilosos da sua vida assistir um episódio desses dois ratinhos de laboratório falantes.
    Cérebro, evidentemente, um rato prodígio, com ideias geniais e planos para dominar a Terra. Já Pinky, o imbecil, o rato abobado que mais servia de isca nos planos do Cérebro do que qualquer outra coisa.
    VOCÊ NÃO SABIA: O humor de Pinky e o Cérebro foi destinado à adultos, na verdade: Eles faziam constantes paródias de ícones pop e/ou outras figuras famosas, tais como o presidente da época, Bill Clinton, etc. O roteiro foi adaptado ao público infantil pelo sucesso dos primeiros capítulos entre a faixa de oito à quinze anos.
  • Jake Long, o dragão ocidental (2005): Porra, vai dizer que você não ficava pulando enquanto cantava a musiquinha da introdução do programa?
    Eu só assistia Disney pra ver Jake Long, cara! A história do garoto americano descendente de dragões, que tem a função de proteger a cidade e as criaturas mágicas, foi um dos desenhos que mais arrecadou dinheiro pra Disney nos anos 2000, mas foi cancelada no fim da segunda temporada, mesmo com a pretensão de mais duas temporadas.
    VOCÊ NÃO SABIA: A abertura da primeira temporada da série foi interpretada pela banda The Click Five no ano de em 2005, mas em 2006, a Disney resolveu inovar e dar a chance à uma banda sem muito sucesso para fazer a abertura da segunda temporada; Ninguém mais, ninguém menos do que os Jonas Brothers, no seu início de carreira.
  • Os Padrinhos Mágicos (2001): A história de um garoto que sofria tanto em casa quanto na escola à certos desafios sociais (uma alusão ao bullying, bem esplícita) que adquiriu dois padrinhos, Cosmo e Wanda, um casal de fadas, para realizarem todos os seus desejos até que ele chegasse a uma determinada idade e estivesse pronto pra encarar novos desafios. O roteiro foi projetado, na verdade, em 1998, só indo ao ar em 2001, onde só atingiu popularidade junto ao Bob Esponja, em 2002, na Nickelodeon.
    VOCÊ NÃO SABIA: A série fez DIVERSAS personagens baseadas em celebridades reais, como por exemplo Chip Skylark, que é uma paródia do cantor pop Justin Timberlake. Britney Britney é uma paródia (evidente) de Britney Spears, e Sylvester Calzone é uma paródia do ator de Rocky Balboa, Sylvester Stallone.
  • Jimmy Neutron, O menino gênio (2002): Quem não se lembra do mini-cientista da Nick, o Jimmy Neutron, que atormentava toda a cidade com suas invenções malucas e suas ideias brilhantes. Rodeado de seus amigos e de seu cachorro de estimação, Jimmy causava as maiores confusões e gerou três temporadas de pura diversão para todas as idades.
    VOCÊ NÃO SABIA: Os nomes dos personagens principais foram inspirados em gênios do mundo real: Jimmy Neutron, ou James Isaac Neutron, é baseado no físico Isaac Newton, e cachorrinho de Jimmy, o Goddard, foi inspirado no nome do cineasta francês Jean-Luc Godard.
  • Coragem, o Cão covarde (1995): Com a transmissão só lançada em 1999, a história de Coragem, o cãozinho que mais sofria na televisão, rendeu quatro temporadas de aventuras e um certo ‘suspense’ infantil. Coragem vivia com seus donos, Muriel e Eustácio, numa fazenda localizada na cidade deserta de Lugar Nenhum, onde ocorrem as situações mais perigosas e bizarras que só Coragem seria capaz de enfrentar. O desenho não é considerado muito infantil, pelas insinuações de violência e um certo terror em animação, mas quem liga? Vai dizer que você não ficava curioso pra ver o final do episódio mesmo quando já tava se cagando de medo?
    VOCÊ NÃO SABIA: Pelo mapa dos Estados Unidos, o lugar onde fica localizado o Lugar Nenhum, é justamente o local onde situa a famosa Área 51, que é um local que oficialmente não existe nos mapas. Boatos dizem que se trata de lugar onde ocorrem experiências com extraterrestres. As aventuras do Coragem, o Cão Covarde tem como base esses fenômenos sobrenaturais, incluindo a presença de militares em alguns episódios, com missões ultrassecretas e riscos de outros planetas.
  • As Meninas Super Poderosas (1998): The Powerpuff Girls, no Brasil ‘As Meninas Super Poderosas’, foi um dos projetos de maior sucesso da Cartoon Network, que era, posteriormente, da Hanna-Barbera. A história conta a experiência de um cientista, o professor Utônio, que formulava as garotas perfeitas quando acidentalmente derrubou na poção o ‘Elemento X’, que acabou por transformar as meninas em super heroínas. A história se passa em Townsville, onde as garotas combatem o crime enquanto convivem com o cotidiano infantil. Teve um remake em 2006, a “Geração Z”, que foi um fracasso total e teve suas temporadas interrompidas.
    VOCÊ NÃO SABIA: Essa animação é a dona do episódio mais polêmico de todos os desenhos animados. Se trata do 11º episódio da 6ª temporada (parte 1, parte 2 e parte 3 aqui), o “See me Feel me Gnomey!”, que fala da realidade das guerras entre o socialismo e o capitalismo e como a sociedade não pode ser mudada. Um vilão caracterizado como satânico, que é um gnomo e líder socialista, fez com que o episódio fosse banido em vários países considerado ‘apropriado’ para crianças. É um dos episódios mais curiosos de todos os desenhos animados, e realmente tem metáforas de arrepiar.
  • O Laboratório de Dexter (1996): Com quatro temporadas, sendo que a última só foi produzida em 2002, a série conta a história de um garoto prodígio que possui um laboratório em seu quarto e vive de suas genialidades que só ele mesmo conseguia entender. Geralmente a história mostrava o cotidiano de Dexter e suas constantes ‘batalhas’ com seu arqui-inimigo, o super dotado Mandark, cujo único ponto fraco era a paixão pela irmã de Dexter, Dee Dee.
    VOCÊ NÃO SABIA: Obviamente, Dexter não podia ser fruto da imaginação de qualquer cartunista sem ter nem 1% de semelhança com algum gênio conhecido. Em sua voz original, o personagem tem um sotaque alemão, característica que é considerada uma referência ao mundialmente famoso cientista alemão Albert Einstein, onde na própria série o garoto dizia ser seu ídolo.
  • As terríveis aventuras de Billy e Mandy (2001): Pra mim, a série mais FODA criada no novo milênio com certeza foi Billy e Mandy. A história contava a rotina de duas crianças, Billy e Mandy, que conviviam com a morte (Puro Osso), que por mais estranho que pareça, era amiga deles. Na verdade, em troca da vida de seu hamster que estava prestes a ser ceifado por Puro Osso, Mandy o desafia a uma partida de limbo pela vida de seu bichinho.

    Se a garota vencesse, Puro Osso seria obrigado a se tornar amigo deles para sempre e não poderia levar o hamster. Se o ceifador vencesse, poderia levar a alma do bichinho. Billy e Mandy vencem o desafio, portanto Puro Osso é obrigado a conviver com as crianças. Toda a trama se passa, então, nas aventuras dos meninos com a representante da morte, que acaba se tornando mais humana do que eles nunca imaginariam. O desenho ganhou até um filme além das sete temporadas exibidas no Cartoon Network.
    VOCÊ NÃO SABIA: Por se tratar de um desenho onde reinam o sarcasmo, o humor negro e, é claro, a ficção, alguns detalhes são ignorados de um episódio para o outro, como quando qualquer um deles tem um destino trágico e irremediável, ou até mesmo morrem, em certas ocasiões. Não importa o que aconteça, todos eles aparecem vivos e normais no episódio seguinte. As sacadas ‘sombrias’ geralmente vem da boca de Mandy, quando por exemplo, na entrada do programa, ela solta frases afóricas, mostrando ao telespector que ela seria mais experiente que as crianças ao seu redor.
  • KND – A turma do bairro (2002): Outro ótimo desenho, Kids Next Door, A turma do bairro, conta a história de cinco crianças, chamados pelos seus números (Nico Uno – 1, Horácio Genaro – 2, Ukibe Nokome – 3, Maurício Melo – 4, Abigail Oliveira -5) que são espiões e vivem numa casa da árvore, colaborando com uma organização secreta de crianças que combatem os adultos até fazerem treze anos de idade. Eles possuem armas, veículos e quartéis generais por todo o mundo (até mesmo na lua), e cada equipe é dividida em um setor, onde eles contam o cotidiano desse grupo, o setor V.

    VOCÊ NÃO SABIA:O sobrenome de cada agente do setor V tem uma ligação com seu codinome:

    • Número 5, Abigail Oliveira Lincoln: É o presidente norte-americano que está na nota de US$5.
    • Número 4, Maurício Mello (em inglês, Wallabee Beetles): Os Beatles tinham 4 membros.
    • Número 3, Kuki Sanban: Quer dizer “número 3″ em japonês.
    • Número 2, Horácio P. Genaro (em inglês, Hoagie P. Gilligan Jr.): Gilligan era um personagem de um programa de comédia da televisão (Gilligan’s Island), e era o segundo no comando do S.S. Minnow. Observe também que, em inglês, o Número 2 é o segundo na sua família a se chamar “Hoagie P. Gilligan (Jr.)”.
    • Número 1, Nico Uno: “Uno” significa “um” em espanhol e italiano.
  • Bob Esponja Calça Quadrada (1999): O desenho que provavelmente foi o mais importante da minha geração não podia ser qualquer outro além de Bob Esponja. A história da esponja amarela irritante que vive embaixo do mar num abacaxi gigante não podia ser mais marcante: Rodeado de personagens carismáticos como seu melhor amigo Patrick, sua amiga Sandy, o resmungão Lula Molusco e seu chefe Sirigueijo, a popularidade da animação subiu a niveis inesperados e acabou se tornando um símbolo entre as animações que mais marcaram o século. Com oito temporadas e um total de aproximadamente 290 episódios, Bob Esponja nunca entrou em decadência e nunca vai sair do topo.
    VOCÊ NÃO SABIA: O criador da série, Stephen Hillenburg, concebeu inicialmente SpongeBob SquarePants em 1984, enquanto lecionava e estudava biologia marinha no atual Orange County Ocean Institute. Durante este período, Hillenburg se interessou pela animação, e escreveu uma HQ chamada The Intertidal Zone, protagonizada por diversas formas de vida marinha, muitas dos quais acabariam evoluindo e se tornando personanges de SpongeBob SquarePants, incluindo “Bob the Sponge” (“Bob, a Esponja”), um dos co-apresentadores da história e que tinha a forma de uma esponja marinha, ao contrário de SpongeBob, que tem a aparência de uma esponja de cozinha pela adaptação feita nos anos 90 no personagem.
    Em 1987, Hillenburg deixou o instituto para seguir seu sonho de se tornar um animador, e começou a visualizar o conceito de um possível projeto envolvendo seres marinhos antropomórficos, desenhando diversos rascunhos. Foi daí que surgiu uma das animações com mais prêmios em todo o mundo.

Pois é, essas foram algumas das séries que marcaram a minha vida e, tenho certeza, que marcaram a de todos vocês. Coloquei um episódio que mais gosto de cada um como link no título de capa tópico só pra não encher o post de videos e bagunçar tudo, mas se quiserem saber mais ou desejarem mais alguns vídeos, é só mandar por comentário que eu tenho vários salvos por aqui (:

RECOMENDO TAMBÉM: Johnny Test, Hey Arnold, Os jovens titãs.

Por hoje é só, então, se você gostou COMENTE aqui embaixo, se não gostou CLICA NO ‘X’ no canto da tela. Obrigada pela atenção e até a próxima!

(OBS: Esqueci de dizer, mas se você não gostou.. Foda-se!)

Bea :D

4 pensamentos sobre “Desenhos animados

  1. JACQUELINE UEHARA disse:

    OLHA BIA, EU SEMPRE SOUBE, QUE VOCÊ TINHA TALENTO PRA ISSO, CONTINUE SEEEMPRE ASSIM, NÃO MUDE NUUNCA SEU JEITO, SE ALGUEM TE AMA, TE AMO PELO SEU JEITO DE SER. MAS ENFIM, FALANDO DOS POSTS, VOCÊ ESTA DE PARABÉNS,
    CONGRATS BêêêA!!!!! LOVE YA <3

  2. Eduardo disse:

    Mano, esse “Você não sabia” me prendeu por uns 40 minutos, porque eu lia e parava para lembrar dos desenhos kkkkkkkkkk, e aquele do Coragem o dog covardão, nossa senhora, agora tudo faz sentido :O

  3. ingrid costa disse:

    adorei, muitos desenhos desse post fizeram parte da minha infância e adorei saber muitas coisas na parte ” você não sabia” e relembrar um pouco alguns como billy e mandy me deu uma puta saudade de ver de novo, era um dos meus favoritos.

Escreva aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 474 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: